Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 17 de setembro de 2011

B13 RPG - BG - Slash


Nome: Slash d'Southpaw

Idade: 38 anos

Classe do Jogo: C.I.A

Aparencia Fisica: Um metro e oitenta,magro,cabelo grisalho,e uma cicatriz que impossibilita crescer sombrancelha direita.

Grau de Espiritualidade: Ateu

Estilo social de vida: Especialista em dedução,não diriamos frio e calculista,mas sim um otimo pensador.

Habilidades: Treinado para aguentar torturas,estudou todos os tipos de drogas e coisas quimicas,quase um antropologo

Virtudes: Corre atrás,do perigo,da morte,fez um acordo com o demonio para não ver a morte,mas algum dia vão se encontrar
e tentar a sorte!

Defeitos: Solitario,sincero até demais,pode te magoar.

Qualidades: Observador,eficiente,disciplinar.

Fobia: Tem serios problemas com a pobreza

Objetivo: se tornar o melhor no que faz

Equipamentos: Carrega sua inseparavel Glock18,um cigarro e um esqueiro.

Frase que descreve o personagem: A Realidade quase nunca é a que lhe é apresentada.

Historia de Vida:
Nascido na espanha em madri,de familia rica e esnobe,Slash sempre vivieu a vida certinha,sem
muita curtição,seguindo uma vasta agenda da tradição de sua familia. O Pai era arquiteto e a mãe
era uma dondoca,não fazia nada da vida! Quando completou 18,Slash descidiu que tava na hora
de bater as asas e voar,muito inocente ele saiu de casa rumo a frança,onde seus pais não iriam
o achar! Procurava emoções e adrenalina,então conheçeu um homem chamado Luiz Pastarene,
um chefão,um corrupto do pedaço,O Homem virou o idolo de Slash,e Slash virou seu criado.

Só que o que Luiz não prévia é que Slash,tinha QI,tinha potencial e tudo mais. Então Slash com seu
objetivo jogou Luiz fora do trono e o humilhou,passando então ficar ao topo da esquadrilha... Assim
como Slash traiu muito mais tarde la perto dos seus 30, o Banqueiro Amicus Fratum. Mas isso é outra
historia... Fiquem ligados porque quem pode ser passado pra trás agora é você.

o Objetivo é se tornar o melhor no que faz!

BG - Slash.

B13 RPG - BG AFRICANOS - NEW




Nome : Athumani Khalifa

Idade: 23 anos

Classe do jogo : Africano

Aparencia Física : Alutura Média , Forte , cabelo duro e com uma cicatriz no olho direito.

Grau de Espiritualidade: Acredita nos Oxalá, pai de todos os Orixás.

Estilo Social de vida: Observador , frio e calculista. Não se mistura.

Habilidades: intimidação

Virtudes: Não desiste nunca de lutar pelo seus ideais e de seus familiares.

Defeitos:Solitário , Anti-Social, Imperdoável.

Qualidades: Sábio , se preocupa com o bem do seu povo em primeiro lugar, um bom líder.

Fobia: Traumatizado pela infância e Juventude cruel que teve.

Inimigos de outras classes: Japoneses & Punks.

Objetivo: Conquistar os direitos iguais para o seu povo, sem descriminações, sem nada.

Equipamentos:Carrega uma AK-47 nas costas , charuto , isquero, facãoe um rayban que pertenceu ao seu avô.

Frase que descreve o personagem : A chuva bate a pele de um leopardo, mas não tira suas manchas.

História de vida : Athumani Khalifa , nasceu na Africa do Sul , onde seu pai e seu avô faziam parte da Milicia.
Controlavam grande parte da Africa , até que um dia , houve um conflito interno entre familias. Disputavam o poder .. resultando em uma grande chacina. Athumani , acabou perdendo o pai e o avô muito jovem , com apenas 19 anos. Por pouco ele nao foi morto, pois foi sábio e se fingiu de morto ao lado do pai e do avô.
Carrega uma cicatriz no olho direito, devido a um acidente que teve quando menor. Sozinho e revoltado,começou a descontar sua raiva pelo mundo. Sempre caonseguia algo , fazendo as coisas pelo seu jeito! Ao longo de sua jornada pela vida , conheceu um grupo de refugiados Africanos que tiveram praticamente a mesma história.Resolveram se migrar para B-13.
Eis ai onde tudo começa....

B13 RPG - CRONICA MUÇULMANOS


CRONICA MUÇULMANA

Anoitece na cidade, a luz da lua cheia brilha. Essa luz não esconde todas as sombras que rondam esta noite.

Uma van preta surge na estrada, no meio da neblina que caia na escuridao.. homens de preto, são muçulmanos a caminho de sua missão. 3 guerreiros sem medo da morte em busca do poder, em busca de grandes informações.

Ajudados pelos seus informantes, mulheres disfarçadas em meio a multidão observando e passando
os passos de cada militar na cidade. o objetivo esta noite era dificil, mas não impossivel. Nada mais nada menos que invadir o orgão mais forte e inteligente do governo. A CIA.

Do lado do mau estavam 3 dos mais perigosos e audazes muçulmanos. O primeiro deles, o mais velho, experiente em guerrilha, manuseio de bombas e armas. O segundo, um assassino profissional e frio, sua melhor habilidade é manuseio de computadores, um hacker por si só. O terceiro, o mais novo e mais corajoso, um dos melhores novos guerreiros muçulmanos, perito em tiros, sua precisão ao alvo é sua eficiência e quando foi convocado nem se quer hesitou quanto a tamanha ousadia da missão.

A van roda a cidade até seu destino , os 3 descem do carro, suas roupas pretas os deixam quase invisíveis, suas armas estão em punhos. Um deles logo tira da van suas ferramentas de escalada, idênticas as usadas por esportistas escaladores , ele lança seu artefato, muito parecido com um arpão, para se prender no alto. Sua primeira tentativa é feita e com sucesso a corda está firme e pronta para ser usada. Um de cada vez, em silêncio sobem até um telhado da cidade ao lado do prédio alvo.
Cochicham os últimos preparativos para a ação.

Eles caminham abaixados, sobre os telhados, lentamente chegam até o limite, o ponto para o inicio de sua ação. O mais velho fixamente olha nos olhos dos dois companheiros e com a cabeça faz um sinal positivo que sinalizava que o momento chegou. Um deles, o mais novo com olhos arregalados faz o mesmo dando a entender que estava pronto, mas sinto sua respiração ofegante e quase ouço os batimentos do seu coração palpitando fortemente e penso:
- Sim, estamos todos prontos!!!
Então, pelo telhado eles entram e um enorme silencio impera, tudo parece muito calmo, fácil demais, está tudo dando certo atá o momento. Logo se deparam com a primeira porta, a primeira fronteira, um acesso do telhado para o interior. Rapidamente um deles vai de encontro a porta e em seu último passo perto da porta, de surpresa como um passe de mágica ela se abre, dentro agentes da cia com as miras de suas armas apontadas em nossa direção. De imediato nos rendem e um deles fala:
- Acabou a festa pra vocês!!

Agora me vejo com o rosto colado ao chão e sinto o peso da botina de um deles em minha nuca, algemas, revista, não contavamos com isso. Eles ja estavam a nos esperar, as cameras de segurança e sensores de movimento minutos atrás os alertou e puderam se preparar para impedir tal ação. Os muçulmanos perplexos, pegos de surpresa não tiveram reação, uns chegam a comemorar, se exaltam, se cumprimentam e logo somos levados para as celas.

O som da trava da cela ecoa no ambiente quando se fecha e com ele um estranho sentimento, derrota e frustração .

Minutos depois um agente adentra ao recinto e olha para cada um dos seus novos hospedes, encara os 3 e escolhe o aparentemente mais velho. O leva para uma outra sala, uma sala de interrogatório, agora são só os dois cara a cara. A primeira pergunta vem do agente:
- Quem é você???
- O que fazem aqui???
O muçulmano se cala de primeiro instante e lhe é repetida as mesmas perguntas.
Ele olha para o agente e responde:
- Sou a pessoa que pode te deixar rico!!!
O agente sorri com ar de deboche , balança a cabeça e diz:
- Não é está resposta que eu procuro. Você quer um trato? então vamos lá. Você me responde umas perguntinhas e a gente negocia.

O muçulmano aceita pois não tem escolha, mesmo sabendo da fama dos agentes de serem incorruptíveis.
Um liquido é trazido até a sala, parece o soro da verdade que em doses certas consegue descobrir a verdade de qualquer pessoa. Os dois o obrigam a tomar e agora ele está sob o efeito da droga. Sua mente se confundi, mas percebe que ainda consegue pensar com uma ponta de clareza e entre as perguntas, algumas ele consegue se esquivar e não revelar a verdade. Talvez a dose da droga não tenha sido bem ministrada.

O interrogatório acaba e ele e novamente levado a sua cela, horas se passam e a angustia é quebrada pelo barulho da porta se abrindo, são policiais federais, muitos, estão ali para leva-los para a policia federal , o esquema de transferência está pronto. É rápido, em minutos já estamos em outra cela, em outro local. Um irmão passa mal, se contorce dentro da cela e nada é feito. Os policias apenas olham, um diz:
- Está fingindo, não confie nele!!
Nada é feito. Minutos depois ele volta ao normal.

As horas passam e agora é a hora sagrada, hora da oração. Os muçulmanos se sentam e oram dentro de suas celas, voltados todos para a mesma direção. O som das orações chama a atenção dos policiais, tal devoção algumas vezes
é admirada e outras discriminada.

Agora é a hora da visita, surge como um oásis no deserto a mulher de um deles, ela traz consigo alimentos e esperança, não há choro, nao há lamentação, apenas conforto agora. São poucos minutos até que ela se vá, mas a força que deixou é grande para todos.

O tempo passa, muitas horas e agora o silêncio é quebrado, parece que as coisas não estão normais, ouço tiros vindo de fora, muitos. Rapidamente me levanto e pergunto aos outros:
- Vocês ouvem os tiros???
Todos se aprontam, pois sabem que algo está para acontecer.
Logo penso: Allah esta agindo, ele nao esquece dos filhos!!!

Os tiros são intensos e cada vez mais perto, gritos, correria, nossa adrenalina sobe e estamos a esperar. A porta se abre agora e quem entra não são policiais. São muitos homens armados, mascarados que rapidamente se dirigem as celas com as chaves que acabaram de pegar dos policiais mortos. Abrem toda as celas, não vejo a hora de sair, reconheço alguns deles pelo trajar e por pequenos detalhes. São irmãos e aliados, estamos salvos mesmo. Logo digo:
- Vamos irmãos estamos livres!!!
Todos saem pela porta e já dentro da delegacia os bandidos iniciam o quebra quebra, destroem e queiman tudo que encontram, hds dos computadores são arrancados e destruídos, uma total destruição aos arquivos da policia. Foi um resgate e tanto. Uma ação perfeita, ousada e talvez nunca tentada antes.

Do lado de fora carros e motos nos esperavam. Os mesmos que trouxeram nossos enviados e que agora nos levam para casa.
A salvos dentro dos muros, voltamos para nosso recinto, onde o dia nasce com fúria e a noite cai sem esperança.

FIM.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

B13 RPG - CRONICA DA CIA


Essa foi uma semana muito conturbada no bairro,na cidade... Mais que o normal. Estavamos
abalados com isso! Nós estavamos ficando sem saida,sem estrategias,sem escapes,
so havia tiros e destruição. Quando a pior coisa que podia acontecer,aconteceu... As Bombas
do b13,explodiram como um inferno,causando fogo,escombros,mortes e principalmente lagrimas aos
olhos dos cidadoes que viam sua cidade em chamas. Alem disso houve corrupção,acidentes e muitas guerras
entre gangs! Com a chegada dos hackers a coisa foi de mal a pior,invasões,saques e roubos tudo online,
já sem o que fazer,foi feita uma reunião emergencial reunindo os três comandos ( CIA,PF E EXE ) na verade
o eb - exe não se envolveu muito....

A Federal e a C.I.A entraram em um acordo,apertaram as mãos uma das outras criando uma mega operação,
totalmente fora do comum,vamos dizer que seria um " basta " naquela semana infernal,então foi dada a
largada,aprensões de corruptos,de bandidos, de desonestos e de criminosos,principalmente criminosos!

A Policia Federal e a CIA entraram no b13 prontos pra prender,matar... enfim,eles acharam corpos,traficantes,
armas e tudo oque poderia se encontrar em um bairro " sujo & mal lavado "... Haja paciencia em governador,
esse mesmo ai não contribuiu com nenhuma verba. os cortes de salarios foram absurdos,não sei como as org
do governo não entraram em greve hahahaha! Mas mesmo assim,nós temos força de vontade. e queriamos ver
um bairro " em paz ",A CIA e a PF continuam trabalhando juntas pro bem da sociedade de paris,pelo bem da frança,
limpando nossa imagem,limpando a imagem do b13,tirando armas das crianças,dos fogueteiros,criando
escolas,abrigos etc....


Cronica por Slash Southpaw

B13 RPG - CRONICA AFRICANOS - parte 2




" Não importa quanto longa seja a noite, o dia virá certamente. "

Todos sabem que os Africanos, são um grupo , que trabalham em conjunto para o seu próprio bem.
Essa semana , algo inesperado aconteceu,algo surpreendente e que abalou o grupo.
Um dos Sargentos do grupo africano, sofreu uma queda do telhado , assim caindo em cima de uma cerca com lanças.
Rastejou lentamente até o HP da cidade! Chegando lá , foi atendido com urgência pela doutora , que por sinal , estava bem preparada.
Sendo assim , foi levado para a sala de cirurgias, onde passou por um procedimento cuidadoso e demorado.
Respirando com a ajuda das máquinas e sedado , ele passou por uma cirurgia de risco , pois tinha perfurado o rim.
A remoção do rim danificado foi bem sucedida.
A cirurgia bem realizada.
O sargento se encontra bem e está se recuperando.

" O GRUPO ESTÁ UNIDO COMO SEMPRE FOI E SEMPRE SERÁ "

# Crônica por Raphael Rogério - NewSquid Bonetto. #

terça-feira, 13 de setembro de 2011

B13 RPG - CRONICA DOS RAPPERS - Cantando a Vida





CANTANDO A VIDA



Narrador:

Eu venho por meio desta, contar-lhe uma história. Provavelmente não é a mais nobre que você já ouviu, tampouco seria a mais supreendente de todas já contadas. Mas é uma história que precisa ser ecoada nos ouvidos de quem estiver interessado em ouvi-la.

****************************************************************************************************************************

Cantando:

Nove da manhã o maior calor
Não sou bandido, para de me olhar seu doutor
A desconfiança chama a atenção de outras pessoas
Minha idéia eu valorizo
Não sou à toa.


Dando Trabalho Pros Anjos
Dj Jamaika

********************************************************************************************************************************

Narrador:

“Em um mundo de criminosos, você deve ser um criminoso também”.

Estamos em 2013. A cidade dividida por um muro. Motivos para comemorar não há: a corrupção se expande livre de barreiras morais, a opinião pública se omite, individualismo impera e o capitalismo é a grande guerra.A violência está em alta. Alta. (Eu falei Alta-a-a-a-a).

Vibe Timeless um mano de 23 anos, tenta sobreviver da melhor forma possível nesse ambiente hostil. Ele é vive do trafico, pequenos assaltos e de torneios variados. É ambicioso e sempre espera lucrar o máximo possível com o mínimo de investimento em ética. Bairro dos rappers é seu lugar e a atividade não para.



*******************************************************************************************************************************


Cantando:

Foda-se o mundo o frevo la no fundo
Ninguém ta nem aí cheque sem fundo
Bebida importada cerveja na alta
Whiski on the rocks no rádio um pitbox


Tô Só Observando
Dj Jamaika

******************************************************************************************************************************

Narrador:

Final de tarde, por volta de quatro e meia, andava pela rua da B13. Passos lentos como sempre, o vento embaralhava seus cabelos embora o frio não fizesse diferença. Andava rápido apesar de não ter pressa e levava sempre consigo um pequeno saco de papel, sustentando pela mão esquerda, que carrega as mercadorias - Drogas!. Trajava uma blusa larga, uma calça caindo e um boné torto na cabeça da moda, era sim uma rapper. Seus pensamentos perdiam-se no seu objetivo mais iminente, pois era de seu feitio não se preocupar com o futuro distante, mesmo que ele fosse terrível e de grave importância.

Vibe parou ao lado de um poste apagado em frente a UFC que está fechada. Virou-se para encarar quem ali estava. Não fora seguido, mas sabia que o encontraria ali.

– Quem é você que não pode ser observado? – Disse o estranho. Voz grave, tom sereno que escondia um leve receio. Não obteve resposta imediata...

– Porque está aqui mano? quanto de bagulho você quer? – O homem alto de sobretudo negro e chapéu dirigia-se a Vibe que segurava o saco de papel.Finalmente respondeu.

– C.I.A!!!! Deita no chão você está cercado. Pro chão!!!!


***************************************************************************************************************************

Cantando:

A vida é como um grande teatro
Com platéias
Personagens contracenando
Num grande palco uma estória
Sem fim
Quem está de fora sorri da desgraça
Que afeta sem remorso a vida alheia
O meu destino não propôs escolha
O tempo é como é como dinheiro
Quanto mais se precisa dele
Ele voa
Já se passaram três anos
Lá se foi uma vida
Eu aprendi comigo mesmo
Enxergo longe eu sei
Onde não sou bem vindo
Sei onde entrar
E o lugar se for seguro
Eu piso
Eu não confio em ninguém
Pois não tenho amigos
Resolvi assumir o meu papel
Sou inimigo do certo
Sou o resto e o fel
Não tive como lutar
Nasci assim
Que merda
Existe o bem e o mal
Ambos não vivem separados
Na origem do mundo Deus deu poder ao diabo
Você pode até achar esquisito
O mal que persiste
A paz que nunca domina
Tudo completamente sem sentido
Estou no buraco infinito
Vejo o mundo no mesmo caminho
Trilhando a trilha da morte
Perdido sem sorte
Sem destino
Pau que nasce torto
Até as cinzas ficam tortas
Mesmo fodido sou alvo de inveja
Um vacilo qualquer
Me acertam pelas costas, mas...
Tanto morre o sábio como morre o louco
Na incerteza da vida
Não faça muito
Nem pouco
Querem ver o meu fim e das piores maneiras
Mesmo nessa porra de cadeia
Espragueijam
Dizendo que vou morrer logo cedo
Espero que sim
Pois no meu nascimento
Não teve festa nem alegria
Foi uma morte pra mim
O que é fato é certo
O que é certo eu não nego
Estou perdido
No mundo sou pecador
Eu confesso



De herói a bandido
Voz Sem Medo


****************************************************************************************************************************


Narrador:

Faltava poucas horas para Vibe sair da prisão, junto na cela de Vibe o Desembargador estava preso, preso por trafico também. Mais essa pequena cela não vai segurar Vibe pra sempre, e logo ele estará na ruas. Apenas mais um sobrevivente do B13, Vibe era um sobrevivente ao meio de destroços do que antes era chamado de lar, o mesmo que foi destruido por uma bomba misteriosa.
Chegou a minha hora, o Diretor da Federal abre a minha cela.

Era hora de partir.



****************************************************************************************************************************

Cantando:

Acharam, que eu estava derrotado,
Quem achou estava errado,
Eu voltei, to aqui, se liga só, escuta aí:
Ao contrário do que você queria, to firmão, to na correria,
Sou guerreiro e não pago pra vacilar,
Sou vaso ruim de quebrar, oitavo anjo, do apocalipse, tenebroso,
como um eclipse. É, seu pesadelo tá de volta, no puro ódio, cheio de revolta, vou te apresentar o que você não conhece, anote tudo, vê se não esquece, você verá que não deixei me envolver, pra sobreviver por aqui tem que ser, mesmo no inferno é bom saber com quem se anda, se não embaça, vira, desanda.


Oitavo Anjo
509-e


****************************************************************************************************************************

Narrador:

Voltando paras ruas, voltando para o trafico e paras guerras urbanas, bem como toda a humanidade, é que não haveria um modo de existir o mal sem que houvesse o bem. O universo era a consequencia disso e o ser humano, tão bom quanto ruim.

Cabe a cada um de nós escolher qual caminho iremos trilhar, e Vibe escolheu o seu.




AUTOR: Vibe Timeless




AUTOR: Eduardo Teixeira

B13 RPG - CRONICA DO HOSPITAL




Cronica Hospital

Medicina, derivada do latim "ars medicina", significa a arte da cura.

Uma tranquila cidadela de Paris , B13,, foi invadida por gangues nômades que, cansadas por suas trajetórias violentas, foram criando residência nesta cidade, que de repente, se tornou um palco de violência, mortes, roubos, sequestros e muita corrupção.

De um pequeno posto de saúde, houve necessidade de uma contrução urgente de um hospital, que pudesse atender a todos, mas sem infraestrutura por não haver ajuda do governo e ainda lutar contra o contrabando de medicamentos que poderiam salvar muitos da população.

Uma briga contínua em busca de melhorias para a saúde pública, mas ainda deixando a desejar. Há necessidade de um espaço maior para atender casos graves, não podemos ter hospital sem UtI, faltam recursos ,sem contar com a falta de segurança pois médicos são sequestrados diariamente, virando refens em troca de remédios e quantias significantes, sem saberem se irão voltar para casa, para suas famílias.

Mulheres fortes e bravas, decididas e corajosas, destemidas e temidas, formam o corpo de funcionários do Hospital municipal do B13. Lidam com bandidos, pobres e ricos, pessoas de diferentes raças e credos.

São Mães, Filhas, Sobrinhas, Tias, Namoradas, Esposas...Sobretudo Médicas que amam sua profissão e fazem de tudo para salvar uma vida, inclusive arriscar a sua.

Cacau Martiel


NOME DA AUTORA: Patricia fernandes

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

B13 RPG - CRONICA DOS PUNK




A HISTÓRIA DE UM PUNK


Felipe nasceu na Áustria e pretendia ser pintor. Mas, por duas vezes, foi reprovado nos exames para ingresso na Academia de Viena. Após a morte dos pais, vivia como um mendigo, pernoitando em albergues e tentando viver dos cartões postais que pintava.
Quando começou a guerra, incorporou-se em um regimento alemão. Participou com bravura, foi ferido duas vezes e condecorado com a Cruz de Ferro. Mas a derrota o abalou profundamente.
Ele era extremamente nacionalista. Opunha-se aos Punks, num anti-semitismo cujas origens são difíceis de serem explicadas. Via nos Punks um factor de corrupção do povo Punknhense. Leandro e Matheus, dois Punks, pregavam a igualdade entre os homens e a resignação, ideias que Felipe considerava nocivas aos povos. Daí, surgiu sua doutrina racista, segundo a qual os homens eram desiguais por natureza. A raça superior era a dos Japoneses altos e de olhos puxados. No Japão, eles existiam em estado puro, sendo, pois, a raça sob a humilhação. O povo Japoneses deveria agrupar-se em um único estado: A B13, que reuniria todas as populações.
Desprezava os povos Italianos e principalmente os Muçulmanos, os quais julgava que deveriam ser reduzidos à escravidão, dominados pelos Africanos. A pureza da raça Punk deveria ser defendida através da impiedosa perseguição aos Africanos.
A partir dessas ideias de Felipe, surgiu o Nazismo, um regime totalitário e militarista que se baseava numa mística heróica de regeneração nacional. Apoia-se no campesinato e não tem a estrutura corporativista do fascismo.




NOME DO AUTOR: Lucas henrique Alves Garaldo

B13 RPG - CRONICA DOS MUÇULMANOS


DIÁRIO DE UM SUICIDA


Acordo de manha, os olhos doem com a luz que entra pela fresta do telhado. O sol entra pelo quarto e reflete em meu rosto, é essa mesma luz que me acorda toda manha pra dizer que mais um dia começou. Hoje o sol reflete em tons diferentes, a mesma luz que quase me deixa cego todas as manhas, agora é a luz divina que me guiará em poucas horas. Esse brilho tão intenso já me faz sentir a força divina de Allah e a minha salvaçao. A salvação prometida, a salvação da minha alma.
Me levanto rápido num pulo como se não tivesse tempo a perder, como se esse fosse realmente o último dia, o dia que será o mais importante entre tantos outros.
Caminhando até o banheiro percebo que vir em minha mente os últimos momentos que tive com as pessoas queridas é inevitável. Seguro uma lágrima quase seca , quase inexistente porque penso que o melhor está por vir, pego as fotos da familia espalhadas na estante, levemente encosto perto do peito e os sinto como se estivessem por perto. Penso no que me espera, no que vou deixar e principalmente na grande missão que tenho em mãos.
Já no banheiro, jogo água no rosto e ela escorre como se lavasse minha alma. Me olho no espelho e lembro de quando tinha 15 anos e fui escolhido. Me foi concedida a graça de salvar minha alma e ser um grande orgulho a minha familia.
Por que fui escolhido??
-Me disseram que uma grande missão me esperava, que eu era um escolhido de Allah e que só estaria cumprindo as vontades dele livrando o mundo dos "impuros".

Após a primeira oração do dia, me dirijo a sala onde minhas vestimentas estão e logo sinto o cheiro forte da pólvora que está espalhada pelo chão decorrente da fabricaçao dos artefatos que utilizarei hoje.
Visto logo a calça e a segunda peça a vestir ja é uma especie de cinto onde esta anexado o detonador, apenas um botao estilo interruptor envolto a uma mini caixa feita com restos de aparelhos eletrônicos separava a "vida" da "salvaçao".
A terceira peça é o colete. O punho divino que irá abrir o caminho. Tal punho que foi cuidadosamente preparado no dia anterior. Ao vestir, já sinto o peso dos 15 quilos separarados por mini blocos de explosivos, 10 explosivos no total. Tenho a frente colados ao peito 6 dos maiores, e os menores os tenho na cintura. Visto o colete e conecto os fios com destreza pois nada tinha capacidade de me desconcentrar no preparo da minha maior missão.

Ponho os pés pra fora de casa e caminho em direção ao meu destino final, o alvo estabelecido é o mercado. Escolhi o horário da manha porque a concentraçao de pessoas é intençao, podendo assim cumprir o meu dever.
Em minha peregrinaçao para a salvação vejo o movimento, pessoas andando, carros passando carregados de pessoas nas caçambas. Um deles para e o carona me pergunta em meio as pressas:
- Mercado , mercado??
Eu olhei para o senhor, hesitei alguns segundos, mas logo ouvi vozes vindas das pessoas na caçamba:
- Suba , suba , vamos...
A pressa não me acompanhava naquele momento, meu tempo estava perfeitamente calculado, então sem falar nada sinalizei negativamente de cabeça baixa a tal pergunta. Derrepente pensei que talvez tenha desperdiçado a chance de falar com a última pessoa na terra.
Sigo meu caminho, 20 min andando, já em meio a um amontoado de gente, uma aglomeraçao com direção. A mesma que eu. São crianças, jovens, adultos, velhos, homens... Muitos deles traidores da palavra. Outros não, não importa. Traidores irão arder e salvaçao irá atingir os demais.

Poucos metros me separam do destino, volto a sentir a força divina e meu corpo parece já flutuar como um anjo salvador na forma de homem a caminho da graça eterna. Minhas mãos começam a suar, olho ao redor e sinto o som grave de todas as vozes, adultos , jovens , mulheres , crianças , comerciantes esbrajam seus gritos , mas que meus ouvidos nao deixam entrar. Meus pensamentos estão repletos de euforia e meu coraçao bate com a força de 10 corações juntos. Um dia soube através de outros que issu se chama adrenalina, agora vejo que estavam certos, era isso mesmo que eu sentia naquele momento. Minha mão vai e volta em cima do detonador já como um reflexo, mas ainda não era a hora, faltava chegar mais perto do tumulto ,

Agora sim estou aqui , olho pra ti, ó luz divina que me guia. E suplicando os versos do alcorão em minha mente olho para cima. Escuto uma voz vindo de traz de mim, minhas pernas tremem. É a segunda pessoa que fala comigo hoje. Essa voz disse pai e eu reconheço, de costas ainda fico sem reação.
O silencio toma conta de mim, tudo que eu pensava, toda minha concentraçao se foi, parece q se foi a tempos, pois nem mesmo consigo lembrar. Essa voz me ensurdeceu perante todos os outros sons e vozes, viro lentamente, abaixo e abraço meu filho. Sem palavras, sem olhares , apenas uma ação, minha mente agora esta repleta de amor, amor real, vivo em terra onde meu maior tesouro se encontra, olho nos olhos do meu filho e digo:
- Vamos para casa!
Tudo acabou ali. Pego nas mãos pequenas de meu filho, criança, alma pura e sigo para meu novo objetivo. VIVER A VIDA!!! Viver e amar, seguir em frente, mesmo que deixes pra tras minhas tradições, pois luto agora pelo amor que brotas da inspiraçao de minha continuidade na terra...
De mãos dadas pai e filho seguem sós pela estrada até o infinito de suas vidas, sempre juntos

FIM...

AVENTURA ROLANDO - Depoimento Do Ramos Avon !


A Pergunta Foi Quem Era Os Lider Dos Africanos ?

- [17:26] ramos Avon: tyna timeless
[17:26] ramos Avon: :@

----------------------------------------------------------------------
A Segunda Pergunta era , Quem Era Lider Dos Rappers Seus Aliados !!

- [17:46] ramos Avon: vo falam ais nadaa
[17:46] ramos Avon: shokitoo e eu nao vo fala mais nada

---------------------------------------------------------------------

Onde Era Seu Esconderijo nos Africanos !!

[17:50] ramos Avon: ne um levandor
[17:50] ramos Avon: elevador
[17:50] ramos Avon: entrando na porta de fero
[17:50] ramos Avon: do lado >>
[17:50] ramos Avon: entrando na porta de fero
[17:50] ramos Avon: direito
[17:51] ramos Avon: e tem 1 coredor e dece levador
[17:51] ramos Avon: pronto cara
[17:51] ramos Avon: affs vo ser banido da b13 :(
[17:51] ramos Avon: vai para o esconderijo
[17:51] ramos Avon: affs



AVENTURA ROLANDO...