Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

BG - Juken Uchiha (completo)




Nome: Juken Uchiha

Idade: 25

Classe do jogo: Aldeia do Som - Clã Uchiha

Aparencia Física: Magro e um corpo forte devido aos seus anos de treinamentos. Muitas sequelas de batalhas e inumeras cicatrizes por todo seu corpo.

Grau de Espiritualidade: Crê na força de demônios.

Estilo Sociail de vida: Sombrio, não tem amigos e só confia nos ninjas da aldeia do Som. Tem muitos pesadelos e sua insonia é assustadora, tornado-o uma pessoa muito perturbada.

Habilidades: 13 jutsus e uma katana.

Virtudes: "Olho por olho, dente por dente".

Defeitos: Vingativo, desconfiado e aparência assustadora.

Qualidades: Nunca desiste de uma batalha ou de uma missão. Defende com todas as forças a sua aldeia, uma pessoa com muita disciplina e sabedoria na arta shinobi.

Fobia (medo): Tem medo de seus pesadelos.

Inimigos de outras classes: Seus inimigos são a aldeia da folha e a aldeia da chuva.

Objetivo: Derrotar seus inimigos.

Frase que descreve o personagem: Sou invencivel.



Historia:

Na aldeia da folha foi dada a luz a dois gemeos: Juken e Juka. Os irmãos eram distintos dos outros habitantes daquela região por ser do clã Uchiha. Isso causava certo medo aos moradores de lá, que acabavam por julgá-los e teme-los. Depois de adultos, os irmãos acabam por tornarem-se Jounnins da aldeia da folha, e ficaram conhecidos por todo o país, por sua incrível capacidade de luta. A população e alguns ninjas continuavam a ignorar e ver os irmãos com os maus olhos. Os irmãos nada podiam fazer se não defender-se. Os irmãos atacaram a aldeia da folha matando a população e ninjas presentes. Juka lamentava por não ter-lhes restado alternativa se não combater sua terra natal, mas Juken apreciou cada momento, e foi tomado pela raiva, fazendo com que torturasse e matasse cada sobrevivente da aldeia. O shinobi Juka arrependido, tenta impedir seu irmão, teve seu braço arrancado pela lâmina da espada, e no final foi morto pelos jutsus sombrios do clã uchiha.

Não se sabe o que houve com Juken. Uns dizem que morreu... Outros falam que se matou... Alguns relatam que está na aldeia do Som...



Ele andava pelas sombras. Suas roupas sombrias e a cabeça baixa, com os olhos sempre atentos ao que passava pelos cantos de sua vista. Aprendeu a enxergar muito bem o que se passava ao seu redor, sentido e observando tudo em 360° graus. Seu olhar desconfiado sempre afastava as pessoas. E por causa dele, elas sempre o observavam com receio, com um misto de medo e preocupação daquele indivíduo estranho. Julgavam-no sem entender o que o homem havia passado. De certo, quando andava confiante e cheio de si, orgulhoso de ser um servo fiel da aldeia do Som.

As vezes suas mãos tremiam, ansiosas por saltar das roupas e matar, destruir, sentir aquela violência deixar o corpo e apreciar a beleza do sangue escorrer dos corpos, pelo chão e respingando sobre ele. A cabeça doia, chamando por novos momentos como aquele. Matar, destruir, sangue.... Ele sabe que a aldeia da folha está atrás dele. Sempre estiveram.

Do fundo da alma torturada, um demônio (selado em seu corpo) avisava:

- Eu estou dentro de você... Eu sou você e você sou eu. Eu o espero no Abismo.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

BG - Shinobi Juken Uchiha








Na aldeia da folha foi dada a luz a dois gemeos: Juken e Juka. Os irmãos eram distintos dos outros habitantes daquela região por ser do clã Uchiha. Isso causava certo medo aos moradores de lá, que acabavam por julgá-los e teme-los. Depois de adultos, os irmãos acabam por tornarem-se Jounnins da aldeia da folha, e ficaram conhecidos por todo o país, por sua incrível capacidade de luta. A população e alguns ninjas continuavam a ignorar e ver os irmãos com os maus olhos. Os irmãos nada podiam fazer se não defender-se. Os irmãos atacaram a aldeia da folha matando a população e ninjas presentes. Juka lamentava por não ter-lhes restado alternativa se não combater sua terra natal, mas Juken apreciou cada momento, e foi tomado pela raiva, fazendo com que torturasse e matasse cada sobrevivente da aldeia. O shinobi Juka arrependido, tenta impedir seu irmão, teve seu braço arrancado pela lâmina da espada, e no final foi morto pelos jutsus sombrios do clã uchiha.

Não se sabe o que houve com Juken. Uns dizem que morreu... Outros falam que se matou... Alguns relatam que está na aldeia do Som...



Ele andava pelas sombras. Suas roupas sombrias e a cabeça baixa, com os olhos sempre atentos ao que passava pelos cantos de sua vista. Aprendeu a enxergar muito bem o que se passava ao seu redor, sentido e observando tudo em 360° graus. Seu olhar desconfiado sempre afastava as pessoas. E por causa dele, elas sempre o observavam com receio, com um misto de medo e preocupação daquele indivíduo estranho. Julgavam-no sem entender o que o homem havia passado. De certo, quando andava confiante e cheio de si, orgulhoso de ser um servo fiel da aldeia do Som.

As vezes suas mãos tremiam, ansiosas por saltar das roupas e matar, destruir, sentir aquela violência deixar o corpo e apreciar a beleza do sangue escorrer dos corpos, pelo chão e respingando sobre ele. A cabeça doia, chamando por novos momentos como aquele. Matar, destruir, sangue.... Ele sabe que a aldeia da folha está atrás dele. Sempre estiveram.

Do fundo da alma torturada, um demônio (selado em seu corpo) avisava:

- Eu estou dentro de você... Eu sou você e você sou eu. Eu o espero no Abismo.



ATT
Eduardo Teixeira