Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 22 de maio de 2010

Vibe, O samurai




(( Vibe Hoje é um samurai, usei essa história quando joguei de samurai. Boa leitura)).




O Samurai

Vibe nasceu para se tornar o maior samurai de sua época. Órfão criado por um tio, desde cedo se interessou pelas artes militares, dentro delas, estudou Kenjutsu, a Arte da Espada e magias e dons que os samurais conjuravam.

Desde a primeira luta, aos treze anos, conheceu o sabor da vitória. Aos 17 anos, como era comum na época, parte para sua jornada de auto-aperfeiçoamento na qual os samurais viajavam de cidade em cidade procurando oponentes fortes para testar sua habilidade.

Sua katana que foi deixado pelo seu falecido pai , um famoso samurai que foi morto por criaturas das trevas. A katana levou a ter mais de 200 embates entre os 17 e 25 anos, nunca sendo derrotado. Estas disputas quase sempre eram coroadas com a morte do rival e para um samurai a morte era encarada com naturalidade. De fato Vibe era poderoso em conjurar magia, um bom estrategista, corajoso e apto a tomar decisões, por vezes extremas, rápidas. Em guerras e disputas, sua atitude era serena até mesmo diante da morte. Vibe foi um mestre no Caminho da Espada; buscou a perfeição com dons temíveis e mortais.

Aos 28 anos, após vencer varios vampiros ao mesmo tempo , Vibe passou por uma grande mudança espiritual. Vibe sentia que venceu estes duelos não por ter dominado a estratégia, mas por ser mais forte, preparado ou simplesmente por sorte. Passa então a buscar o significado mais profundo do caminho da espada, que o leva a entrar em contato com magias impossíveis de fazer e colocalas na sua katana.

Foi com 30 anos que Vibe finalmente alcançou seu objetivo de compreender os princípios do caminho. Com 32 Vibe se isolou numa ilha onde ficou por 2 ano e oito meses treinando. O resultado foi o um samurai pronto pra derrota qualquer criatura não importando que criatura fosse.

O pai de Vibe morreu em batalha num reino aonde foi chamado de apocalipse por ter todos os tipos de criaturas assim Vibe com 33 anos segui para esse reino.

" DEPEDENDO DA MINHA ESPADA NENHUMA CRIATURA SOBREVIVERA POIS ELA VAI DECIDIR QUEM VAI MORRER ...SE FOR EU VAI SER COM HONRA ."


Eduardo Teixeira!
^^

Um comentário:

  1. bem legal as historias dos seus personagens
    respondendo pedido de parceria, peço que add meu blog também
    http://sou-rpgista.blogspot.com/

    ResponderExcluir