Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

CENAS DO JOGO IMAGENS





B13 RPG - ITALIANOS






Muitos italianos não se consideram criminosos, mas como modelos ou protetores, uma vez que o Estado foi incapaz de oferecer proteção aos fracos e pobres do B13.
Aqui, "máfia" significa algo como orgulho, honra, ou até mesmo responsabilidade social: uma atitude, não uma organização.

Os italianos tem seu território no B13 e seus integrantes são conhecidos como mafiosos. Ela estende seus tentáculos por todos os círculos estatais, pelo universo capitalista, penetrando nos meandros financeiros e políticos. Os italianos atuam oferecendo proteção a quem lhes convém ter como aliados, ricos e comerciantes.

Com tantos passando fome no B13, tem início uma onda de assaltos e furtos, portanto abre-se o campo para os italianos que muitos ofereçam segurança aos donos das propriedades e estendendo-se também para os proprietários de estabelecimentos comerciais urbanos.

"Os italianos segue exercendo ascendência sobre membros do Governo responsáveis por decidirem questões cruciais; domina cada vez mais o contrabando das mais variadas mercadorias, especialmente de cigarros; contrata pistoleiros para exercitar sua própria justiça e parte para o explosivo tráfico de drogas".


OS RITUAIS DOS ITALIANOS

O ritual de orientação na familia acontece quando um homem torna-se um membro e depois soldado. O novato é trazido à presença de, pelo menos, três "homens de honra" da família e o membro mais velho presente o adverte que "esta Casa" tem como função proteger o fraco do abuso do poderoso; então, fura o dedo do iniciado e pinga seu sangue sobre uma imagem sagrada, geralmente uma santa. A imagem é colocada na mão do iniciado e é acesa com fogo. O novato deve agüentar a dor, passando a imagem de uma mão para a outra, até a imagem ser consumida por completo, enquanto promete manter fé aos princípios da "FAMILIA", jurando solenemente "que minha carne queime como este santo se eu falhar em manter meu juramento". Os sicilianos também têm uma lei de silêncio, chamada omertà. Ela proíbe a homens e mulheres cooperar de qualquer maneira com a polícia ou com o governo, sob pena de morte.


OS MANDAMENTOS

Os 10 mandamentos - nomeados como "Direitos e Deveres". "As regras buscam preservar a segurança, mas também nortear o comportamento de seus integrantes, impondo fidelidade e obediência, além de sobriedade e moderação".


1 - Não pode se apresentar sozinho a um amigo nosso, senão um terceiro irá fazer isso. (Ou seja - nenhum membro pode ir sozinho a um encontro)

2 - Não se deve olhar para as mulheres dos nossos amigos.

3 - Não deve se meter em confronto com os policiais.

4 - Não se deve frequentar bares ou clubes.

5 - Deve estar disponível a qualquer momento à Cosa Nostra. Até mesmo se a mulher está por dar à luz.

6 - Os compromissos devem ser respeitados.

7 - Deve-se respeitar a esposa.

8 - Quando for chamado para esclarecer qualquer coisa, deverá dizer a verdade.

9 - Não pode se apropriar de dinheiro que pertence a outros ou a outras famílias.

10 - Não pode fazer parte da familia quem tem um parente nas diversas forças de ordem inimigas, e quem já traiu sentimentalmente dentro da familia (mafiosa) e quem tem um péssimo comportamento e não respeita os valores.


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

B13 RPG - O LIVRO (suplementos, livro do jogador e cenario).


****************************************************************


MINHA INTRODUÇÃO:

B13 RPG é um RPG exclusivo para convidados, apenas convidados jogam. Este é o primeiro jogo de RPG urbano no Second Life sem brigas, sem rivalidaes em OFF e sem anti-RP - aqui jogamos um RPG a vera com disciplina, educação e muita amizade.

B13 RPG é um jogo frenético em 1° pessoa. Sem dúvida o jogo é viciante e que sai da quela pré-história estilo favelas. Pra mim, sei que sou suspeito em falar, mais pra mim é o jogo mais aguardado do século e provavelmente de toda a história dos RPGs DO SL. Não há RPG que bata em mediatismo o B13 RPG, que se tornou um grande jogo de RPG sem fins lucrativo.

****************************************************************

O capitulo 1: “A cidade de Paris”, temos uma apresentação geral da cidade no ano de 2003, sua historia e características culturais, o Muro, pontos de interesse e peculiaridades e incluindo os comercios. Este capítulo começa a criar o clima para o resto do cenário, deixando clara a grandeza da cidade e mostrando que apesar de sua beleza e cultura, Paris é uma cidade com criminalidade, injustiça, corrupção e preconceitos e um Muro faz dividir a cidade dos bairros de alto risco. O B13 sempre teve muitas facção no poder, antigamente era uma só a facção do HIP-HOP (conhecida como RAPPERS) que perde seu império e assim no ano de 2003 cinco facçoes tomam o controle total, dividindo poder feito um pequeno pedaço de bife lançado aos leões famintos. É um bom capitulo de introdução para o cenário do jogo, preparando o leitor para o que virá e já criando uma certa empolgação, em especial (creio eu) jogadores de RPG que vão jogar uma verdadeira aventura urbana.

O capitulo 2: se chama “Os Donos das Ruas”, o B13 é dividido em varias partes, apresentando cinco grupos e organizações crominosas que são: Italianos, Africanos, Japoneses, Punk/Americanos e Muçulmanos.

Primeiro temos Sangue, Ouro e Gloria, sobre o poder do B13 e sua historia. Com suas regras, tipos de luta, combates, desafio e outros eventos, organização interna e inclusive regras simples.

Logo depois, 'B13 RPG' trata do crime organizado na cidade. No melhor estilo das historias de máfia, terrorismo, guerrilha para-militares, vandalismo e briga de rua com gangues. Assim como as suas atividades ilegais, áreas de influencia e relações com a comunidade.

A Elite é o trecho dedicado a nobreza da cidade, mas não qualquer nobre, e sim os verdadeiros podres de ricos, a nata da inutilidade. Esta parte em particular me pareceu exagerada. Não no comportamento dos nobres, mas é difícil acreditar que existam pessoas tão ricas que se assume que eles possuem recursos literalmente infinitos e que nem mesmo se preocupam em fazer qualquer coisa para manter esses recursos, apenas gastando e esbanjando eternamente em seus caprichos hedonistas, joguetes de poder e exibicionismo desmedido. E mesmo assim são amados pelo povo. No mundo moderno estrelas são amadas pelo povo mesmo quando muitas vezes não fazem nada para merecê-lo. Mas uma sociedade que recebe impostos das pessoas e faz pouco ou nada de útil com isso, dificilmente receberia o mesmo carinho.

O próximo que vamos falar aqui é Proteger e as forças armadas e o Poder Publico, e fala da Policia Federal e do Exército da ONU. A vida dos Policiais e Militares, sua conduta, relações, recursos, obstáculos e dia a dia. Poder Publico, o que seria da cidade sem eles, a leis vem tudo deles e olhando para cidade, temos que ver se o Poder Publico é capaz.

Por fim temos Acima da Lei. Este trecho é o mais estranho, mas não por isso menos divertido. Fala de sociedades secretas e heróis encapuzados, ou bandidos mercenarios que trabalham para si mesmo. Oferece razoes para que um jogador Urbano decida agir fantasiado e termina com uma lista de diversas sociedades secretas, nem todas nobres, mas todas encapuzadas. Se bem que muitos nem ligam para capuz.

O capitulo deixa disponíveis informação para que cada um desses 5 aspectos da cidade possa ser incluído em aventuras, na criação de personagens, ou até mesmo fazer campanhas inteiras baseadas neles. Se você quiser uma campanha estilo Torneio das Trevas (Clube da Luta). Derrubar uma facção do B13, trabalhar como um Policial ou Militar tendo que fazer justiça em meio a inimigos internos e burocracia, criar uma liga de heróis encapuzados ou envolver os personagens nos joguetes. Está tudo aqui. E se quiser simplesmente fazer com que a atuação da Policia em um crime ocorra de forma realista, ou fazer os personagens negociar com as facçoes, você também poderá fazê-lo sem dificuldades.


O capitulo 3: “Historias na Grande Cidade”. Falamos das diferenças entre este tipo de cenário. Afinal aqui você não vai estar andando constantemente, explorando masmorras, florestas e templos sem olhar pra trás. Por isso temos que oferecer dicas para usar personagens recorrentes, criar áreas familiares para os personagens, ter lares (ou bases de operações) e famílias, etc. Coisas que podem até parecer óbvias para alguns, mas são bastante uteis para a maioria, especialmente quem sempre jogou o RPG medieval mais tradicional onde cidades são mais áreas de recarga que qualquer outra coisa. Para ajudar a criar um bom clima urbano, temos que entra no espírito do jogo e ver os FILME B13 E B13 ULTIMATO.


O capitulo 4: "Dentro do Muro", as ruas das áreas mais pobres e violentas é lá B13. Nesses locais de miséria, dor, desespero, vício e crime. As facçoes e até pessoas envolvidas no crime estão lá.. Pelas Ruas do B13. Mas lá não tem só pobreza não, B13 causa uma fortuna para o país e é um local que mais da dispesa no mundo, falando em matéria de bairros pobre, nem o país da da conta de deter o B13...


O capitulo 5: "Como fazer campanhas com intrigas". Além dos múltiplos interessados, é legal pensar nos objetivos e motivações de cada um dos interessados. O que eles querem? O domínio completo do B13 ou ter poder na cidade??? Expandir seus negócios??? Eliminar um rival???

Geralmente as forças da cidade irão fazer trocas entre si, seja de coisas materiais (dinheiro, em Pila) ou favores (poder). Tente verificar qual o poder e valores materiais cada uma de suas forças terá. Por exemplo, o Poder Publico pode liberar pessoas (poder), a o grupo do Club 13 tem contrelo pela cidade e é lugar de muita grana (dinheiro), e outros... Deixando claro com o que cada uma das suas fações pode negociar, fica mais fácil ver como fações malignas ou opostas às vezes acabam tendo relações comerciais e de favores.

Lembre-se, não é porque a campanha é focada em intriga que você não possa ter ação. Use e abuse de desafios de combates (mais tudo em RP)! Boa sorte com as intrigas de vocês!


O capitulo final: " Os filme".

B13 – 13º Distrito: Em um futuro próximo os bairros mais violentos de Paris são rodeados por um muro de isolamento. Para um destes bairros é levado um míssil, que precisa ser recuperado por um agente da polícia.

B13 – Ultimato: Paris, 2013. O governo mudou mas nada alterou em relação ao 13º distrito, com o muro que o separa do restante da cidade tendo aumentado ainda mais. O local é controlado por cinco chefes criminosos, com cada um comandando uma vizinhança étnica. O serviço secreto tenta resolver o problema, reunindo mais uma vez o capitão Damien Tomaso (Cyril Raffaelli) e Leïto (David Belle), que consegue entrar escondido nos mais diversos locais do distrito.



AUTOR:
Eduardo Teixeira

PERSONAGEM:
Vibe Timeless


CRONICAS E CONTOS DE RPG
http://cronicasderpg-eduardoteixeira.blogspot.com/

RAÇAS E CLASSES DE RPG
http://racasderpgeduardoteixeira.blogspot.com/



segunda-feira, 29 de agosto de 2011

B13 RPG - JAPONESES






Os japoneses tem seu terriório no B13, o bairro deles é uma colonia de japoneses vinda para frança desde os tempos da guerra no japão. Os japoneses também conhecido como Yakuza, são os membros das tradicionais organizações de crime organizado existentes no Japão que foi expandido para a europa e E.U.A

Os Yakuza surgiram como associações criminosas e obedeciam a regras rígidas específicas. No B13 eles tentam estar acima de todas as facções, e sempre usando a iteligencia como arma principal. A Mafia Yakuza é encarregada do tráfico de armas e transportes ilegais, mexem com jogos ilegais e outros.

Os Yakuza criaram um estatuto e um código baseado nas relações de fidelidade entre o padrinho (oyabun) e seu protegido (kobun): a cerimônia de consagração consiste na troca do copo de saquê e representa a entrada no clã e os laços de sangue. Todos que entrar no gruo teram um padrinho.


Na hierarquia social Yakuza, abaixo dos samurais, vêm os hinin (não-humanos) e os eta (maculados). Os "hinin" são carcereiros, carrascos e pessoas ligadas à espetáculos. Os "eta" estão vinculadas à profissão de abate de animais (no xintoísmo e no budismo consiste mácula todo trabalho ligado à morte e ao sangue).

Então a hierarquia ficaria assim:

# Oyabun (Pai e Mãe/chefe (a))
# kyodai (Irmãos)
# wakashu (Filhos)
# Samurai (Os maiores guerreiros do grupo)
# Eta (Assassinos)
# Hinin (Carcereiros e carrascos)


Quando o chefe morre e não há ninguém que possa substituí-lo imediatamente, é a esposa quem assume temporariamente o comando do grupo.


OBRIGAÇÕES

Entre as obrigações dos membros estão:

* Não esconder dinheiro da gangue;
* Não se envolver pessoalmente com narcóticos;
* Não procurar a lei ou a polícia;
* Não violar a mulher de outro membro;
* Não desobedecer às ordens de um superior;
* Não deixar rastros após o crime.
* Não matar ninguém da gangue sem a permissão de um superior