Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 20 de maio de 2010

O CASTELO VIRA FORTALEZA - Hunter



O CASTELO VIRA FORTALEZA

Humanos deixam rastros. Criaturas que um dia foi humano também...

Os Hunters voltam de uma caçada sendo recebidos como heróis. O próprio Senhor dos Hunters, Hunter Supremo, lendário, generais , sentinelas, guardiões e guerreiros ( titulos dados aos caçadores da era medieval ) se faz presente na festa de retorno dos sobreviventes e feridos. Bebem em homenagem as cicatrizes conquistadas e aos corpos esquartejados dos monstros caçados " malditas crias saídas das entranhas da terra".

Após alguns dias, quando está completamente recuperado dos ferimentos. O mais novo interesse cresce diariamente, livrar o Reino dos monstros e proteger o Rei. Entretanto, no meio da noite, alguém adentra a fortaleza Hunter , localizada no meio do Reino perto do Castelo do bondoso Rei. Os guardiões da fortaleza já barraram a pessoa que entrou sem permissão e sem convite mais já descobrem que é um mero humano e chama os lideres humanos para mostrar o intruso que usava um manto em seu rosto.

Minutos se passam e os Hunters se levantam pois poderia ser uma armadilha e quando tiram o manto negro do rosto do intruso inacreditavelmente descobrem que era o Rei e todos saúdam o nosso bondoso Rei. Ao primeiro comando do Senhor dos Hunters todos os Hunters abaixam as armas rapidamente e escutam o que o Rei tem a falar :

- Meu Castelo esta rodeado de seres maléficos e monstros por todas as partes eu venho aqui pedi que usem meu castelo como sua fortaleza , também sou um de vocês posso sentir um mostro a quilômetros de distância.

A resposta vem à tona :

- Somos caçadores, aqui todos são escolhidos, humanos lutando contra monstros, e sabemos quem são os escolhidos. Quando se Despertam aqui passam por uma fase de incumbência. Após isso viram caçadores. Todos aqui têm dons e habilidades para exterminar qualquer tipo de monstro. Vossa Excelência já sabe, nem sei o que eu estou fazendo, tentando explicar. A maioria das vezes montamos quatro grupos de cinco caçadores, cada um rumo ao norte, leste, oeste e sul. Vamos aceitar sim Vossa Excelência, vamos caçar monstros e proteger o senhor com todas as nossas forças.

Os generais não ficam nenhum pouco contentes de serem importunados durante a tranquila noite de sono, mas por já ter sido sentinelas, entende a situação. No início da manhã os nobres são reunidos para passar os acontecimentos recentes a todos os Hunters e ouvir sua decisão final. O supremo Hunter toma a palavra e sugere proteger o Rei custe o que custar. A reunião é interrompida por um sentinela que entra e diz que há um mensageiro do Rei no portão, aguardando uma resposta. Assim todos se arrumam e partem para a nova fortaleza: o Castelo do Rei. Saindo por um portão lateral, eles rumam até o castelo que está entre as casas já evacuadas dos camponeses. Já no pátio do Castelo todos se instalam e se sentem em casa.


by Eduardo Teixeira

Um comentário: