Páginas

ATENÇÃO

- Blog: Cronicas e Contos de RPG - Eduardo Teixeira (textos protegidos, sua reprodução é proibida sem a autorização prévia do autor).

SOBRE A LEITURA: VAMOS LER, POIS LER É APRENDER.


A importância da leitura vem a cada dia ganhando força em seus diversos segmentos, pois é um dos requisitos básicos na aprendizagem do indivíduo. O ato de ler é muito importante, pois a leitura vem aos poucos contribuir para a formação de leitores capazes de reconhecer as sutilezas, as particularidades, os sentidos a extensão e a profundidade de cada texto lido.

Quem lê muito escreve bem

Não há como negar que ler contribui para a desenvoltura na escrita, pois vamos incorporando bons modelos de estruturação das ideias, ampliando repertórios, conhecendo novas palavras. Porém, é comum encontrarmos pessoas que leem muito, mas encontram dificuldades para escrever. Pode ser que isso ocorra pela qualidade da leitura. A leitura para a apreensão de conteúdos é básica; no entanto, se também prestarmos atenção na forma como os textos são compostos, podemos usufruir de todo o conhecimento a respeito da linguagem que uma leitura efetiva pode proporcionar e, assim, vamos nos tornando capazes de compor bons textos.

Vale a dica: Estar atento aos modos particulares de escrever dos diferentes autores, em especial daqueles que apreciamos, pode ser um prazer a mais na leitura. Pensar em como você próprio escreveria sobre o tema (e aventurar-se a escrever!), valendo-se do conhecimento dessas inúmeras possibilidades, ajuda-o no aperfeiçoamento de sua própria escrita.
Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de junho de 2010

POLICIA


POLICIA:


”Largue isso. Eu não quero ouvir a história da sua vida, e não me importo nem um pouco com o que a sociedade fez com você. Eu só quero ver esta arma no chão AGORA, antes que eu te abra uma narina extra.”

Nestes tempos difíceis, onde um assassinato se tornou algo tão banal quanto escovar os dentes, e uma população armada vive em eterno clima de guerra, o trabalho da polícia se tornou mais dificil do que já era. Um policial que queira fazer cumprir a lei, muita vezes pode esbarrar num interesse de deter as guangues e assassinos.

Nos velhos tempos, a escória das ruas atirava nos policiais. Hoje em dia, eles terão sorte se levarem apenas um tiro: as gangues modernas de criaturas tem poderes que fazem um AR-15 parecer brinquedo de criança. Mas é pra isso que eles estão lá - para pegar os piores setores, onde a guerreiros urbanos e as milícias particulares não vão, onde o melhor que pode aparecer é um piscopata disparando poderes pelas mãos. Prédios queimados, carros abandonados e restos de casas comerciais fazem sua trincheira habitual. Ou há aqueles que acabam no psicoesquedrão, indo caçar aqueles que eles acham suspeito , talvez aquele senhor seja branco de mais , ou talvez aquela moça cheio de sangue pelo corpo poderia ter feito algo de errado. Mas não importa muito: seja qual for o preço a pagar pela manutenção da lei em suas terras - em balas ou em sangue - eles têm o bastante.


TIREI DO CYBERPUNK E MODIFIQUEI PARA JOGAR!

Eduardo Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário